Buscar
  • Fábio Paixão -Diretor IPH

Como funciona o "não" em nosso cérebro!

Atenção, isso é uma ordem!

3... 2... 1... NÃO pense em cachorro agora!! . E aí, seja sincero, como era seu cachorrinho? rss. Isso acontece porque o cérebro trabalha com imagens e associações e não consegue processar o "NÃO". Não há a representação de uma imagem para o "NÃO". Logo na frase, "NÃO pense em um cachorro", o "NÃO" é cortado e logo a próxima imagem a ser processada é a de um cachorro.


Esse é o motivo pelo qual muitas placas de advertência ao cigarro substituíram o "não fume" por "proibido fumar". Da mesma forma, quando você diz "não quero lembrar", e logo o fato vem a cabeça.

Mediante isto, quero deixar uma dica. Observe como tem se comunicado no dia a dia, utilize frases somente no positivo. Exemplo: - "Não posso perder meu emprego!" Troque por "Quero manter meu emprego"

- "Não quero continuar doente" Troque por "Preciso melhorar"

Na verdade, para nossa mente quanto mais no positivo e no presente forem estas frases, melhor. Exemplo: "Não quero continuar doente" Troque por "Já estou melhorando".

2 visualizações0 comentário